Orgasmo Trifásico


"O orgasmo feminino é uma coisa da qual as mulheres percebem muito pouco, e os homens ainda menos. Pelo facto de ser uma reação endócrina, que se dá sem expelir nada, não se apresenta nenhuma prova evidente de que aconteceu, ou que foi simulado. 

Perante este mistério as investigações continuam e centenas de livros são publicados, tudo para tentar esclarecer este assunto. 

A acompanhar este tema, uma conhecida sexóloga apresentou uma pesquisa feita nos Estados Unidos na qual se mediu a descarga elétrica emitida pela "periquita" no momento do orgasmo. 



Os resultados mostram que, na hora H, a "pardaleca" dispara uma carga de 250.000 micro volts. Ou seja, 5 "passarinhas" juntas, ligadas em série na hora do "ai meu Deus", são suficientes para acender uma lâmpada. E uma dúzia é capaz de provocar a ignição no motor de um Carocha com a bateria em baixo. 

Já existem mulheres a treinar para carregar a bateria do telemóvel: dizem que é só ter o orgasmo e, tchan... carregar. 

Portanto, é preciso ter muito cuidado porque aquilo afinal é uma torradeira elétrica!!! E se der curto-circuito na hora de "virar os olhos"? Além de vesgo, corre o risco de ficar com a "salsicha" assada. 

Já não basta usar preservativo: tem de mandar encamisar na Michelin. E, no momento da descarga, é recomendado usar sapatos de borracha, não os descalçar e não pisar o chão molhado. 

É também aconselhável que pergunte à parceira, antes de molhar o "biscoito", se ela é de 110 ou de 220 volts, não se vá esturricar a "alheira" ou acordar com os "ovos" fritos. 

O aviso está feito!!!"


(adaptado do original de Millôr Fernandes)

6 comentários:

Anónimo disse...

eu, ou que foi simulado.
se mediu a descarga elétrica emitida pela "periquita" no
hora H, a "pardaleca" dispara uma carga
Ou seja, 5 "passarinhas" juntas, ligadas em série na hora do "ai meu Deus",

cuidado porque aquilo afinal é uma torradeira elétrica!!! E se der curto-circuito na hora de "virar os olhos"? Além de vesgo, corre o risco de ficar com a "salsicha" assada.
...
...
...
e por ai adiante....

credo!!!! não têm ninguém melhor para esvrever ?????

Anónimo disse...

...isto já me parecem os comentários que se vê nas notícias do publico e assim.....

Nuno Carapinha disse...

Caro anónimo,

Não tenho por hábito responder a comentários "anónimos" pois nunca sei bem a quem me estou a dirigir.

No entanto e apenas respondendo à pergunta do "não têm ninguém melhor para esvrever ?????" e como poderá verificar que "esvrever" foi você que escreveu, a resposta é NÃO! O que temos é suficientemente bom!
Obrigado pela sua mensagem!

Fernando Mesquita disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Fernando Mesquita disse...

Car@ "anónim@"

tal como poderá ver, no final do texto, o que leu é a adaptação de um artigo de Millôr Fernandes.

- "Millôr Fernandes, foi um desenhista, humorista, dramaturgo, escritor, tradutor, e jornalista brasileiro. Começou a trabalhar ainda jovem na redação da revista O Cruzeiro, iniciando precocemente uma trajetória pela imprensa brasileira que deixaria sua marca nos principais veículos de comunicação do país. Em seus mais de 70 anos de carreira produziu de forma prolífica e diversificada, ganhando fama por suas colunas de humor em publicações como Veja, O Pasquim e Jornal do Brasil, entre várias outras. Em seus trabalhos costumava valer-se de expedientes como a ironia e a sátira para criticar o poder e as forças dominantes, sendo em consequência confrontado constantemente pela censura. Dono de um estilo considerado singular, era visto como figura desbravadora no panorama cultural brasileiro, como no teatro, onde destacou-se tanto pela autoria quanto pela tradução de um grande número de peças." (Fonte: Wikipedia).

Quanto à sua questão, parece-me que o referido autor terá alguma credibilidade para escrever, pelo menos no campo humorístico, não acha?

Isto sou eu a falar, um modesto psicólogo/sexólogo clínico.

Obrigado,

Fernando Mesquita
- Terapeuta especializado em Sexologia Clínica
- Mestre em Sexologia Clínica
- Terapeuta Cognitivo Comportamental pela APTCC
- Sexologista pela American Board of Sexology (ABS)
- Terapeuta Sexual formado pela SPSC
- Sócio da Sociedade Portuguesa de Sexologia Clínica (SPSC)
- Sócio da Associação Portuguesa de Terapias Comportamentais e Cognitivas (APTCC)
- Responsável pela especialidade Sexologia Clínica na Psicronos
- Colaborador frequente em diversas revistas como: Happy Woman; Visão; Ana; Focus; Men´s Health;
- Colaborador frequente na TVI como sexólogo;

- See more at: http://www.psicronos.pt/equipa/fernando-mesquita_14.html#sthash.FFrUMngQ.dpuf

Anónimo disse...

...muito fraco