DOBRAR E METER NA BOLSA


Depois de na semana passada vos ter trazido propostas de quatro rodas que encolhem em dimensões para nos facilitar as deslocações e, principalmente, o estacionamento, desta feita debruço-me, como prometido, a algo com menos rodas, mas com semelhante particularidade. Ambas são facilmente arrumáveis mas estas também transportáveis, pois podemos levá-las para casa, para o trabalho, ou para onde quer que nos desloquemos a pé!

A primeira delas é o MOVEO, uma proposta de duas rodas de uma scooter eléctrica oriunda da Hungria e que já foi aflorada num passado recente noutra área aqui do ‘blog’ Trendy Mind. Foi desenvolvida como um veículo extremamente leve, com a particularidade de ser transportável pelo utilizador, não ficando, por isso, fechada a cadeado em qualquer poste ou zona de estacionamento, para além de quase não ter limitações de espaço ocupado. Desmancha-se, dobra-se e leva-se para qualquer lado, tipo ‘trolley’ ou mala de viagem com rodinhas, a que acresce uma mochila. É, por isso uma solução de transporte individual confortável, versátil e cheiinha de estilo!

Fotos: MOVEO





A segunda proposta chama-se YikeBike, um curioso conceito nascido na Nova Zelândia, que se apresenta como a bicicleta dobrável mais pequena do mundo, facto registado pelo Guinness World Records. Bem… não é bem uma bicicleta no sentido tradicional da coisa pois olhando para o seu curioso design de um modo simplista, podemos dizer que resulta num banco de duas rodas mas com o guiador atrás, ao nível das ancas! Diz quem já as conduziu que são fáceis de utilizar, confortáveis e seguras, garantindo-se um equilíbrio q.b. e elevados níveis de performance e economia, devido ao bloco eléctrico que a propulsiona. Ah sim, mais a arrumação quando chegamos ao destino, pois basta metê-la na mochila e seguir o resto a pé, sem preocupações com multas e/ou roubos.

Fotos: YikeBike



Foram duas edições do Trendy Wheels onde vos trouxe algumas das mais recentes propostas de mobilidade sustentável, locomovidas a baterias eléctricas, solução ‘verde’ que tem sido subliminarmente travada pelos interesses instalados dos grandes produtores petrolíferos. Não tanto pela redução dos consumos dos veículos, mas pela troca dos motores de combustão por outros eléctricos, equipados baterias de iões de lítio cada vez mais evoluídas. Assim sendo e independentemente do número de rodas, os responsáveis por conceitos de teor semelhante terão ainda de ‘penar’ bastante até que os seus produtos cheguem ao grande público. Mas haja esperança!

Cumprimentos distribuídos irmãmente e até breve!

José Pinheiro

Notas: 1) As opiniões acima expressas são minhas, decorrentes da experiência no sector e de pesquisa de várias fontes. Os restantes membros deste ‘blog’ não têm obrigatoriedade de partilhar dos mesmos pontos de vista; 2) Direitos reservados das entidades respectivas aos ‘links’ e imagens utilizados neste texto, conforme expresso.

2 comentários:

Anónimo disse...

Gostei

José Pinheiro (Trendy Wheels) disse...

Um obg ao Anónimo!
Cumprimentos
JP