Engenho Luso em Madeira

Matéria-prima multifacetada, a madeira, para além de sustentável, inovadora e ecológica, tem aplicações nos mais diversos campos, não havendo actividade em que a mesma não possa surgir. Da indústria naval à construção civil, no artesanato, brinquedos e mobiliário, instrumentos e material desportivo, paletes, caixas, embalagens e barris, mas também como papel e mesmo vestuário, é assídua a sua presença na História da Humanidade desde os primórdios das civilizações.




Vai daí que a sua aplicação no mundo das rodas também se faz, seja nos aprimorados acabamentos de alguns interiores (ou exteriores) de veículos, no seu processo produtivo, nas maquetes ou caixas para o transporte das mais diversas peças. Hoje o Trendy Wheels traz-lhe três dos exemplos desta versatilidade, todos eles de concepção lusa e que têm dado que falar, dentro e fora das nossas fronteiras. 

Começando pela R!SKA, trata-se de uma nova marca dedicada ao fabrico artesanal de ‘skateboards’ e ‘longboards’ em diversos tipos de madeira – das mais comuns faia e freixo, às mais exóticas izombé, jatobá, kambala escura e sucupira, até à nórdica riga – e com uma concepção inspirada em modelos clássicos das décadas de 60/70/80 do século passado. Acrescente-se que o seu nome resulta da associação do “R” da palavra “Retro”, com “SKA”, de “skateboards”, salientando-se a risca de madeira que caracteriza o produto.

Imagens: R!SKA - handmade boards


São os três modelos propostos pela empresa da região de Ovar: o Mini é pequeno, leve e de fácil transporte, destinando-se a meios urbanos e cosmopolitas; a ‘tábua’ Voyager é um pouco maior, permitindo deslocações rápidas e distantes; e o ‘longboard’ Dancer até dá para se ‘dançar’ sobre ela, permitindo-se manobras mais ou menos complicadas. Há tempos vi preços dos 85 aos 125 euros para as ditas, mas essa informação já não consta da página oficial da marca. Ah sim, ali, no espaço MYOB, pode-se até ‘construir’ uma tábua – do tipo faça você mesmo – disponibilizando-se todas as conjugações entre a madeira, as rodas, peças metálicas e demais acessórios para se ‘surfar’ em terra com todo o estilo! 

Segue-se o conceito da autoria de Norberto Novais da Fonseca e que dá pelo nome de Wood on Wheels. Trata-se de uma moto com ‘sidecar’, concebida quase integralmente em madeiras de elevada qualidade, como a africana kambala escura, o freixo e o carvalho europeu, e que espelha a excelência artesanal empregue no trabalho deste material. As excepções são, naturalmente, o motor, as rodas e outras peças mecânicas.

Imagens: NF - Norberto Fonseca

Uma peça única que tem vindo a ser exposta em conceituadas mostras internacionais, como o DMY International Design Festival Berlin (de Maio do ano passado), e nacionais, sendo que a mais recente mostra pública fez-se no LXD – Lisbon Design Show, no início de Outubro. 

Finalmente, a Vespa Daniela é, também ela, quase integralmente feita em madeira. Nasceu na Carpintaria Carlos Alberto, em Lousada, ele que há uns anos a esta parte se decidiu entregar de alma e coração ao projecto, nuns longos 10 meses em que reproduziu uma réplica fiel do modelo VN1 de 1951, da conceituada marca italiana.

Imagens: Carpintaria Carlos Alberto


De Nápoles, em Itália, a Hamburgo, na Alemanha, vários foram os pontos da Europa onde a moto, cujo nome o autor dedicou à filha, andou exposta, criação que recorreu a várias espécies de madeira, do pau-rosa à faia, passando por outras de nome mais incomum, como a efizélia, jatobá, panga-panga e sicómodro. Pesa 107 kg, mais 20 kg que a original, tem um motor de dois tempos de 123,67 cc e apenas 5 cv, mas ainda assim atingem-se 75 km/h. O tanque não é muito grande (5 litros) mas para as voltinhas seria mais do que suficiente. 

No extremo oposto surge um exemplar que nada tem de lusitano… absolutamente nada! Trata-se de um Bugatti Veyron integralmente feito a partir de… restos de madeira e aparas, igualzinho e com todos os detalhes do modelo original. Foi esculpido por uma pequena empresa de Boyolali, na Ilha de Java (Indonésia) e pode ver aqui a reportagem de uma televisão local:



É uma réplica de um dos automóveis mais exclusivos do mundo, modelo custa mais de dois milhões de euros! Já para esta inédita escultura, segundo o que circula na ‘net’, a coisa sairá mais em conta, custando ao cliente – alegadamente alemão – qualquer coisa como 40 milhões de rupias indonésias, valor que convertido para a moeda única europeia desce para uns bem mais simpáticos 2.850 euros! 

Posto isto, seja por locomoção própria, com ajuda mecânica, ou apenas para ter uma obra de arte em casa – assim haja espaço – o Trendy Wheels traz-lhe sempre as diferentes tendências das ‘rodas’! Para a semana há mais!

Cumprimentos distribuídos irmãmente e até breve!

José Pinheiro

Notas: 1) As opiniões acima expressas são minhas, decorrentes da experiência no sector e de pesquisa de várias fontes. Os restantes membros deste ‘blog’ não têm obrigatoriedade de partilhar dos mesmos pontos de vista; 2) Direitos reservados das entidades respectivas aos ‘links’ e imagens utilizados neste texto, conforme expresso.

2 comentários:

Joel Tavares disse...

Apesar de não ser membro neste blog, queria contribuir para este post deixando um link de um projecto português, também de Ovar, e que tem produtos fantásticos entre os quais uma bicicleta de madeira que já está a dar que falar no estrangeiro.

www.mudcycles.net

José Pinheiro (Trendy Wheels) disse...

Caro Joel Tavares, boa tarde.
Obrigado pela sua sugestão. Decerto que a aproveitarei para uma próxima edição do Trendy Wheels.
Cumprimentos
JP