UM PEQUENINO ‘TRÈS SYMPA’


É isto mesmo que se quer: algo em ponto pequeno, recheado de mimos e que faça aquilo que até se espera de uma proposta maior, mas que também nos conquiste pela simpatia que dele emana. Falo do novo Citroën C1, modelo que foi apresentado esta 3ª Feira à imprensa nacional em Oeiras, num evento em que o ‘blog’ Trendy Mind esteve presente.


Eis um citadino por excelência que também se atira para voos maiores, em formato Berlina ou na versão de descapotável Airscape, demarcando-se das restantes propostas pelos ‘mais’ em termos de design, conforto e tecnologias úteis, tudo a custos controlados. 

Começando pela ‘perspectiva da carteira’, vejamos já o preço. Bem… hoje não há automóveis baratos, mas as marcas fazem (quase) tudo para conquistar clientes, pelo que este C1 apresenta-se com um leque entre os 10.500 e os 14.270 euros (PVP sem despesas), pelo que a ‘coisa’ dependerá mais do orçamento lá de casa. Note-se que é mais barato que o anterior! 

Gostar-se de um automóvel – algo sempre subjectivo – é meio caminho andado para nos decidirmos pela compra… ou não! Aqui é “sim” pois o C1 tem um ‘look’ irresistível, forte e jovial, e então em duas cores... ui! Os interiores coloridos também o tornam ‘trés sympathique’ para um determinado tipo de cliente, nomeadamente o feminino ou o mais irreverente.


Pelas suas dimensões, é ideal para da cidade onde se esgueira sem problemas, cabendo em (quase) qualquer buraquinho, companheiro ideal de quem pretende/possa ter um segundo carro mais prático, ou busque as suas primeiras rodas. Nele cabe o essencial, com alguns ‘plus’.


A apelar aos sentidos há tecnologias muito úteis a bordo, como o “Mirror Screen” que, num ecrã táctil de 7 polegadas, espelha os conteúdos do seu ‘smartphone’ (contactos, mensagens, navegação, web-radio, etc). Veja aqui como funciona, estando para já compatível com Samsung Galaxy III, iPhone 4/4S e Nokia 700, mas prevendo novas evoluções – de aparelhos, conteúdos e funcionalidades – para o final deste ano:



O novo C1 pode ainda contar com arranque mãos-livres (através do botão ‘Start/Stop’), câmara de visão traseira para ajudar nas manobras ou Hill Assist, sistema que não deixa o carro descair no ponto de embraiagem em zonas de maior inclinação. Muito fixe!

Pesando apenas 840 kg e porque tem dois motores a gasolina pequeninos, pode dizer-se que é um poupadinho. O depósito leva 35 litros e enche-se com pouco mais de 50 euros, algo que, se não tivermos o pé pesado, dará para fazer cerca de 700 km, ou mesmo mais. Mais do que suficiente para as voltinhas diárias ou para viagens maiorzinhas, para a ida e para a volta! Tirando isso, há que pagar 98,8 euros de IUC ao Estado uma vez por ano e fazer um seguro, somar-se os inevitáveis custos das revisões (sem contar com imponderáveis) e os mais ‘etecéteras’ da vida de um automóvel. Deste ou de qualquer outro, diga-se!




Do que é que gostei mais? Definitivamente da combinação de cores, entre 30 hipóteses, fruto das oito cores de carroçaria – Preto Caldéra, Cinzas Gallium e Carlinite, os luminosos Branco Lipizan, Azul Smalt e Vermelho Scarlet, mais os novos e exclusivos Olive Brown e Sunrise Red – e mais três para tingir a capota de lona da versão aberta Airscape, o último dos vermelhos, o preto e o cinza. Também achei curioso o facto do exterior ‘mergulhar’ para dentro do C1 – área multimédia, saídas de ar e base da alavanca da caixa de velocidades – melhor ainda se complementado com os estofos Zebra Red, um ‘mimo’ que a Edição Especial de Lançamento chamada C1 Airscape Feel Edition contempla e que surge em algumas das fotos deste artigo. 

Com 3 e 5 portas, espaço a bordo mais do que suficiente, confortável, equipado (três níveis e uma Edição Especial ainda mais recheada) e com vários locais para colocar objectos, este novo pequeno C1 é, decididamente, grande, ou pelo menos maior do que o C1 anterior. Com o tecto aberto até dá para dar uma boleia ao astro-rei, agora que finalmente se dignou em visitar-nos com maior assiduidade e intensidade. Já não era sem tempo!




Note que o lançamento é já nesta 6ª Feira (5 Setembro), pelo que caso pretenda saber mais consulte a página da Citroën ou o respectivo Facebook

Uma palavra final de agradecimento à Automóveis Citroën pelo amável convite endereçado ao ‘blog’ Trendy Mind, num reconhecimento do trabalho que temos vindo a desenvolver há precisamente dois anos nas mais diversas áreas. Contando com 20 secções, reflectimos outras tantas temáticas exploradas por especialistas em cada uma das matérias. Se está por aqui, quer dizer que tem uma Trendy Mind… and we love that!!!

Fotos: Citroën, AIFA/Jorge Cunha e Trendy Mind/José Pinheiro
Cumprimentos distribuídos irmãmente e até breve!

José Pinheiro

Notas: 1) As opiniões acima expressas são minhas, decorrentes da experiência no sector e de pesquisa de várias fontes. Os restantes membros deste ‘blog’ não têm obrigatoriedade de partilhar dos mesmos pontos de vista; 2) Direitos reservados das entidades respectivas aos ‘links’ e imagens utilizados neste texto, conforme expresso.

4 comentários:

Anónimo disse...

Parabéns JL.
Ana

José Pinheiro (Trendy Wheels) disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
José Pinheiro (Trendy Wheels) disse...

Obrigado Ana, por isto e por continuar a seguir o nosso blog.
JP

Fernando Mesquita disse...

Olá José,

parabéns pelo artigo!

Abraço!

Fernando Mesquita